Terça-feira, 18 de Março de 2008

7

Depois do jantar, Alice despede-se de todos e prepara-se para sair.


Joana

Amanhã vens outra vez brincar comigo? - pergunta, ansiosa


Alice encolhe os ombros.


Maria

Se calhar os pais da Alice também querem estar com ela!

Alice

Eles não se importam. Desde que eu não os chateie muito, está tudo bem. - responde, baixando instintivamente a cabeça.

Maria

Não me pareces uma rapariga que chateie os pais. - diz, algo indignada.

Alice

Não era isso que eu queria dizer. - diz, atrapalhada – O que eu queria dizer era que eles não se importam....Eles confiam em mim.

José

Então e tens irmãos? - pergunta, tentando mudar de assunto.

Alice

Não. - diz, após uma ligeira hesitação, que não passou despercebida a ninguém.

Maria

Bom. Se tu nos quiseres vir visitar amanhã, e não houver problemas com os teus pais, aparece quando quiseres.

Alice

Está bem. - diz, animada.

José

Então anda, que eu levo-te a casa. - diz, enquanto se levanta da mesa.

Tomás

Sim, e eu vou começar a montar as camas.

Madalena

Se a Maria não se importar de arrumar a cozinha sozinha, eu vou ajudar o Tomás enquanto o José vai e vem. - diz, olhando suplicante para Maria.


Levantam-se todos da mesa, sem repararem na cara de pânico de Alice.


Alice

Não preciso que me vão levar. Eu vou sozinha. Não é longe. - diz, com algum desespero na voz.

Maria

A tua casa é aqui no bairro? - pergunta a Alice

Alice

Não, mas não é longe. - diz, tentando parecer despreocupada.

José

Deixa-te de porras Alice – diz em tom de brincadeira – Eu levo-te sem problemas. Assim pode ser que quando eu cá chegar já tenha as camas todas montadas. - termina, piscando o olho a Alice.

Alice

Não é preciso. A sério. Os meus pais podem pensar que vos dei trabalho, e depois não me deixam vir amanhã.

José

Não te preocupes. Eu falo com eles e combinamos tudo.

Alice

Não! Por favor! Eu vou sozinha! Deixem-me ir sozinha, por favor! - diz, entre soluços.


Todos são apanhados de surpresa e ficam a olhar para Alice. Maria é quem reage primeiro.


Maria

Mas passa-se alguma coisa? O que é mocita? - pergunta carinhosamente.

Alice

Não. Nada. Apenas quero ir sozinha para casa. - diz, tentando recompor-se.

José

Ok. Está tudo bem moça. Se queres ir sozinha, vais sozinha e não se fala mais nisso. - diz, num tom descontraído, tentando aliviar o ambiente.

Alice

Peço desculpas. Mas eu ando cansada. É só isso. - diz, envergonhada.

Maria

Está bem. - diz, enquanto passa a sua mão pelos cabelos de Alice – Já passou.

Tomás

Vais sozinha e está decidido. E aí de alguém que te queira seguir. - diz, a rir.


Madalena olha para Tomás com um olhar carregado, pois este acabou de lhe estragar os seus planos, de seguir a misteriosa Alice.

Alice despede-se mais uma vez e vai-se embora.

publicado por Luis às 22:10
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

."Capítulos"

. 20

. 19

. 18

. 17

. 16

. 15

. 14

. 13

. 12

. 11

. 10

. 9

. 8

. 7

. 6

. 5

. 4

. 3

. 2

. 1

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Olha! Interacção!

E agora?
Merecemos 200 chicotadas por termos pensado que não sabias o que fazer à história
Merecemos 500 chicotadas por pensarmos que a série acabava aqui
Temos que depositar largas quantias de dinheiro da tua conta para que nos possas perdoar
A ciática ainda chateia, e o trabalho também, pelo que vamos a ver quando sai o próximo.
Pois, mas eu penso que continuas sem saber o que vai sair daqui.
E estas interacções ainda continuam!?
  
pollcode.com free polls
blogs SAPO

.subscrever feeds